Fábio Zanon toca com a Orquestra Sinfônica de Piracicaba em comemoração aos 250 anos da Cidade

0
787
Fábio Zanon Foto: Edu Sardinha

Fábio Zanon é um dos artistas mais celebrados no cenário internacional como violonista clássico, e, no próximo dia 29 ele se apresentará no Teatro do Engenho em Piracicaba,SP como convidado especial da Orquestra Sinfônica de Piracicaba.

No repertório, o violonista tocará o Concierto del Sur de Manuel Ponce. O Concierto del Sur foi composto em 1941 pelo compositor mexicano Manuel Ponce e estreado em Montevidéu por Andrés Segovia. “A ideia de violão como solista de orquestra ainda era uma novidade, na época. Segovia persuadiu compositores a escreverem numa linguagem de romantismo tardio, com orquestrações enxutas que não encobrissem o violão. O Concierto del Sur é uma das principais obras desse repertório, que se inspira em temas regionais sul-americanos mas cuja construção e conteúdo emocional são bem densos”, explica Zanon.

Considerado um dos maiores violonistas brasileiros de todos os tempos e um dos mais influentes da atualidade, o músico já tocou em mais de 40 países e acaba de retornar da Rússia onde se apresentou no mais renomado palco internacional, o Tchaikovsky Hall, e também apresentou uma Máster Class em Paris.

O violonista despontou para o mundo musical em 1996, ao sagrar-se vencedor dos dois maiores concursos internacionais de violão, o “Francisco Tarrega” na Espanha e o GFA nos EUA além de ser detentor dos prêmios Bravo! e Carlos Gomes.

Formado pela Escola da Comunicação e Artes da USP, Zanon completou sua formação na Royal Academy of Music, em Londres, onde dá aulas como professor visitante e no Máster Guitarra Alicante na Espanha.

O violonista é um artista pleno que atua também como maestro, escritor, comunicador, professor e produtor cultural e desde 2013 ele coordena a parte artístico e pedagógico do Festival de Inverno de Campos do Jordão, SP.

Zanon firmou uma parceria com a plataforma digital/companhia discográfica GuitarCoop e lançou o cd ‘O Violão Romântico (The Romantic Guitar)’. Apesar do título, o cd está longe de trazer obras açucaradas, na verdade, revela um tesouro de obras da primeira metade do século 19, compostas ou arranjadas para violão.

O repertório do cd ‘Violão Romântico’ coloca em confronto arranjos de obras dos grandes mestres do período, Schumann, Mendelssohn e Liszt com música original para violão dos não-tão-conhecidos compositores-violonistas da mesma época, Regondi, Bobrowicz, Coste e Mertz. A obra de Bobrowicz e as transcrições de Schumann e Liszt aparecem aqui em primeira gravação mundial.

O cd ‘O Violão Romântico’ foi lançado nas principais capitais brasileiras e cidades como Moscou, Lisboa, Bogotá, Panamá e no Festival da Fundação Norte-Americana de Violão (GFA) em Denver.

Assista ao teaser do cd ‘O Violão Romântico’.

Sobre a Orquestra Sinfônica de Piracicaba

Fundada em 24 de março de 1900 pelo maestro Lázaro Lozano (1871-1951), a Orquestra Sinfônica de Piracicaba teve sua estreia na Matriz de Santo Antonio.

Sua história é marcada por diversas denominações, entre as quais Orchestra Piracicabana, Orquestra Piracicabana de Amadores, Orquestra de Amadores Benedito Dutra Teixeira e Orchestra do Teatro-Cinema de Piracicaba.

Ao longo dos anos, contribuíram com seu crescimento nomes como Erotides de Campos, Alcides Guidetti Zagatto, Reginaldo Rizzi, Rodolfo Rizzi, Germano Benencase e Jaime Rocha de Almeida.

Em 1994, fi­nalmente, se concretiza e surge a Orquestra Sinfônica de Piracicaba, sob a direção de Hélio Manfrinatto, Olênio Veiga e Egildo Pereira Rizzi, que atuou como seu regente de 1996 a 2012.

Em sua fase mais recente, de 2013 aos primeiros meses de 2014, a OSP esteve sob a direção de André Micheletti, por indicação do próprio maestro Rizzi, seu antigo professor.

Orquestra Sinfonica de Piracicaba. Crédito foto: Rodrigo Alves

O maestro Jamil Maluf, piracicabano que atuou como diretor artístico do Theatro Municipal de São Paulo e criou a Orquestra Experimental de Repertório, torna-se diretor artístico e regente titular da OSP em julho de 2014, com Micheletti como regente assistente e diretor artístico associado.

A partir de 2015, ambos são responsáveis por um trabalho de reestruturação completa da OSP, que inclui processo seletivo para admissão de instrumentistas pro­fissionais e estagiários, além de programa pedagógico e programação especial para marcar os 115 anos, coroando assim uma nova fase da Orquestra.

Sobre A GuitarCoop

A GuitarCoop é uma plataforma digital para apreciadores de violão que oferece uma nova experiência musical em gravações de áudio e vídeo, em uma abordagem multimídia que reflete as tecnologias e os hábitos de escuta do século 21.

A GuitarCoop se baseia em uma parceria com os artistas, que participam no resultado das vendas de sua música e desfrutam de total liberdade artística. O foco na qualidade permeia tudo o que é feito. Os artistas gravam nas melhores salas e com os melhores equipamentos.

O portal é bilíngüe (inglês/português) e oferece ainda uma seção com artigos e entrevistas exclusivas com violonistas nacionais e internacionais como o lendário John Williams, o vencedor do Grammy Manuel Barrueco e o mítico luthier Sergio Abreu. Na área da GC Store é possível adquirir CDs, livros, áudios em HD para download e partituras.

Integram a GuitarCoop renomados violonistas como o Duo Siqueira Lima, Edson Lopes, Fabio Zanon, Jorge Caballero, Paul Galbraith, Paulo Martelli e Scott Tennant.

Conheça o site da GuitarCoop

Programa

Manuel Ponce (1882-1948)

Concierto del Sur
D: 26′

Rimsky-Korsakov (1844-1908)

Sinfonia nº 2, op.9, Antar
D: 32′

Fabio Zanon, violão

Thiago Tavares, regente convidado

Serviço:

Teatro do Engenho

End: Avenida Maurice Allain, 454, Parque do Engenho Central – Piracicaba, SP
Tel: (19) 3413-5212
Data: 29 de abril de 2017
Hora: 16h30 – Palestra O Meu Concerto de Hoje e ensaio geral aberto ao público

20h30 – Concerto da OSP com o violonista Fábio Zanon

Entrada GRATUITA

Retirada de ingressos: dias 26, 27 e 28, das 15h às 18h, limitados a 2 por pessoa

Cláudia Rolim

CRolim Assessoria de Imprensa

Deixe uma resposta