Acipi solicita ampliação da frota de ônibus à prefeitura de Piracicaba para evitar aglomeração nos terminais

Preocupada com a grande concentração de pessoas nos terminais, Acipi pediu à Semuttran o retorno de maior oferta de carros no transporte público

0
309
Foto: Adilson Zavarize

Mesmo com muitos estabelecimentos fechados neste período de quarentena, parte dos piracicabanos, que não puderam parar, continua sua rotina de trabalho. Boa parcela dessa população utiliza o transporte público urbano para se locomover, o que tem ocasionado grande concentração de pessoas nos ônibus e terminais da cidade. Preocupada com essa realidade, a Acipi (Associação Comercial e Industrial de Piracicaba), por meio do presidente Luiz Carlos Furtuoso, solicitou a ampliação da frota em conversa com o secretário de Trânsito e Transportes, Jorge Akira.

A Via Ágil, empresa responsável pelo transporte público de Piracicaba, reduziu a frota de ônibus a fim de evitar a proliferação do coronavírus (COVID-19). A medida passou a valer a partir do último dia 23 de março, como uma das ações da Semuttran (Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes), seguindo normas da Prefeitura de Piracicaba referentes à pandemia.

Em alguns horários, os terminais têm ficado cheios e as pessoas que dependem do transporte coletivo se expõem ao risco pelo fato de estarem em grande volume e próximas umas às outras. “A Acipi, visando atender a classe trabalhadora e zelando pelo bem estar da população, solicitou este suporte neste momento. Sabemos que o prefeito e sua equipe estão atentos às necessidades dos piracicabanos e, como sempre tivemos canal aberto com todos eles, sensibilizados com toda esta situação, fizemos mais este pedido em relação aos ônibus”, afirma o presidente.

Akira informou que incorporará o pedido da Acipi à avaliação que realizam diariamente sobre a necessidade da ampliação da frota. “Estamos prontos para um retorno gradual. Temos alguns ônibus reservas para a maior demanda, que são os picos da manhã e da tarde, e isso tem ajudado a não haver uma aglomeração muito grande. Estamos realizando higienização em todos os ônibus, com álcool gel em todos os terminais e realizamos a lavagem dos terminais nas madrugadas, com o apoio da Defesa Civil. Com o fechamento do comércio, a demanda de usuários caiu cerca de 80% e, mesmo assim, estamos rodando com 40% da nossa frota, o equivalente a 80 ônibus. Priorizamos as linhas que levam a hospitais e postos de saúde”, destaca o secretário.

O secretário ainda acrescentou que a proibição da circulação de idosos e estudantes, por meio do bloqueio do passe gratuito em alguns horários (sendo somente permitido entre 10h e 15h) também auxiliou na redução dos usuários do transporte coletivo. “Continuamos seguindo os decretos municipal e estadual”, aponta.

Orientações

A Acipi tem trabalhado fortemente na elaboração de materiais para orientar as empresas associadas neste momento de pandemia. Na semana passada, a entidade preparou um guia de gestão financeira. O arquivo, cujo conteúdo apresenta um passo a passo para estruturação de fluxo de caixa, está disponível no site acipi.com.br e pode ser utilizado gratuitamente. Além disso, a Associação intensificou o canal de comunicação com seus associados e à população, por meio das mídias digitais, incluindo a publicação de vídeos na plataforma YouTube, Instagram e Facebook, com a participação de profissionais para orientar a gestão das empresas. Todos eles já estão disponíveis para visualização no usuário Acipi Piracicaba e @acipipiracicaba.

A Acipi também tem mantido contato com o Poder Público municipal para levantar as necessidades dos empreendedores e acompanha de perto o prosseguimento das ações para tomada de decisões.

Recentemente, Furtuoso entregou ao prefeito Barjas Negri, ofício solicitando prorrogação das datas de pagamento de impostos municipais, como IPTU (Imposto Predial e Territorial Urbano), as contas de água e esgoto e o ISS (Imposto Sobre Serviço), todos referentes às empresas.

Por Natália Marim
Comunicação Acipi

Deixe uma resposta