Bacalhau dos Açores ou Peixe dos Açores

0
383
Foto: Luciana Almeida

Olá amigos!

Que tal começar o ano com uma receita saborosa e novinha em folha? Isso mesmo! Decidi criar um novo prato com bacalhau para ser degustado na melhor ocasião para você, seja no almoço, seja no jantar, verão ou inverno. E o melhor, pode ser acompanhada com um bom vinho verde, minha dica é o Casal Garcia, fácil de se encontrar e o preço não assusta.

E porquê o bacalhau? A tradição desse alimento foi trazida para o Brasil pelos portugueses desde o descobrimento. Porém, a cultura do bacalhau é milenar. Existem registros no Século IX do processamento do bacalhau na Islândia e na Noruega. Os vikings, aqueles navegadores guerreiros e conquistadores, são considerados os pioneiros na pesca e na adoção do processo de secagem do peixe ao ar livre.

Vamos ao prato! É uma receita para se fazer em quatro etapas, porém, de nível fácil.

Ingredientes:
  • 500 Gr de lascas de bacalhau (ou qualquer peixe salgado de sua preferência)
  • 01 colher de sopa de creme de leite
  • 01 maço de rúcula
  • 200 Gr de tomate cereja cortado ao meio
  • 1/2 kilo de batata
  • 02 colher de manteiga
  • 50 ml creme de leite
  • 1/2 limão siciliano
  • 50 Gr de lâminas de amêndoas
  • 1/2 cebola picada
  • 02 dentes de alho picado
  • 50 ml de azeite
  • Sal a gosto
  • Pimenta do reino
  • Tomilho a gosto
  • Salsa a gosto
Foto: Luciana Almeida
Modo de preparo:

E uma frigideira aquecida coloque o azeite, e refogue a cebola. Na sequência, adicione o alho.

Incorpore o bacalhau ao refogado e adicione a colher de creme de leite, assim que tudo estiver bem refogado, desligue o fogo e reserve.

Purê:

Lave, descasque e corte as batatas em pedaços médios. Transfira para uma panela média, cubra com água e junte 1 colher (chá) de sal.

Leve para cozinhar em fogo alto. Assim que começar a ferver, baixe o fogo para médio e deixe cozinhar por mais 20 minutos, ou até que fiquem macias – espete com um garfo para verificar.

Desligue o fogo e passe as batatas para um escorredor. Deixe escorrer bem a água por uns minutinhos.

Enquanto isso, coloque o leite numa panela pequena e leve ao fogo baixo para aquecer – não é preciso ferver. Esse é um dos segredos para o purê não empelotar: o leite deve estar na mesma temperatura da batata.

Passe as batatas ainda quentes pelo espremedor, voltando para a mesma panela. Leve ao fogo médio e acrescente o leite, mexendo com um batedor de arame para incorporar. Desligue o fogo junte 2 colheres (sopa) de manteiga e misture bem. Experimente e se preciso, corrija o sal.

Rúcula:

Em uma frigideira aquecida coloque um fio de azeite, coloque a rúcula, o tomate cereja e o suco de meio limão siciliano.

Refogue bem rápido, deixando a com a aparência bem verdinha.

Reserve.

Montagem do prato:

Você pode montar os pratos individualmente, ou usar um refratário.

Faça a montagem em camadas:

A primeira camada com purê
A segunda com o bacalhau
A terceira com a rúcula e finalizamos com lâminas de amêndoas tostada.

Rendimento: 06 porções.

Sobre o Chef André Ávila – André é sul-caetanense e descendente de espanhóis, um verdadeiro apaixonado pelos prazeres que sabores e aromas proporcionam ao paladar. Ele traz o conhecimento adquirido em escolas como “Les Ecoles Internacionales Le Cordon Bleu”, de Paris, França, onde recebeu o título de Chef; “Accademia Italina Della Coccina”, Milão, Itália; “Escuela de Gastronomia Instituto Superior Mariano Moreno”, Bogotá, Colômbia, e, “Gato Dum Colégio de Coccinos”, Buenos Aires, Argentina.

Deixe uma resposta