Esalq: Produto natural aumenta a vida útil pós-colheita do morango

Adição de óleos essenciais combateu doenças fúngicas e preservou qualidade dos frutos por maior tempo

0
348

Um estudo desenvolvido no Programa de Pós-graduação em Ciência e Tecnologia da Escola Superior de Agricultura Luiz Queiroz (Esalq/USP) deve melhorar a qualidade do morango pós-colheita.

Com orientação da professora Marta Helena Fillet Spoto, a pesquisadora Jacqueline de Oliveira testou a adição de óleos essenciais a um recobrimento comestível e reduziu a severidade de importantes doenças fúngicas em morangos, além de preservar a qualidade sensorial e manter as características físico-químicas da fruta.

“Essa associação pode representar uma estratégia inovadora, eficiente e alternativa aos fungicidas tóxicos para o controle de doenças pós-colheita em morangos além de aumentar o período de comercialização da fruta, que hoje não ultrapassa uma semana e, a partir da pesquisa, pode chegar a até 18 dias”, explica a autora.

Nesse cenário, os óleos essenciais tornam-se alternativas eficazes e com baixo impacto ambiental para o controle de fungos em frutas. “Essas alternativas envolvem óleos essenciais, para o controle de doenças pós-colheita em frutas e hortaliças”, finaliza Jacqueline.

Caio Rodrigo Albuquerque
Jornalista – MTB 30356
Comunicação ESALQ

Deixe uma resposta