Festa das Nações de Piracicaba segue até domingo no Engenho Central

A 36ª edição foi aberta oficialmente na noite de quarta-feira e pode ser visitada até o próximo domingo, dia 19, no Engenho Central.

0
1423
Abertura aconteceu na noite de quarta-feira Foto: Adilson Zavarize

O público piracicabano prestigiou na noite de ontem a abertura da 36ª Festa das Nações, no Engenho Central. Como acontece tradicionalmente, Rainhas e Guardiões, que representam as entidades participantes, fizeram a abertura oficial ao lado da presidente do Fundo Social de Solidariedade (FUSSP), Sandra Negri, o prefeito Barjas Negri, e o presidente da Associação Cultural Festa das Nações de Piracicaba (Fenapi), Marco Antonio Guidotti. A Festa das Nações segue até o próximo domingo, dia 19, e toda a renda arrecadada será revertida aproximadamente 14 mil pessoas que são atendidas pelas 25 instituições sociais do município que participam do evento.

Sandra Negri, presidente do FUSSP, agradeceu aos voluntários e destacou a importância da arrecadação para as entidades. “Hoje é um dia de agradecimento aos patrocinadores e às comissões, e em especial à Comissão de Rainhas e Guardiões, que trabalhou muito. Agradecemos também aos familiares que trouxeram seus filhos para os ensaios. Nestes cinco dias, toda a arrecadação é das 25 instituições, por isso todos se esforçam para que tudo corra da melhor forma. É a festa da solidariedade, da alegria, da beleza, da cultura e da gastronomia”, disse.

O presidente da Fenapi, Marco Guidotti, reforçou que a maioria das instituições consegue realizar seus projetos até o final do ano, graças aos recursos arrecadados durante a Festa das Nações.

Barjas Negri, agradeceu aos envolvidos por mais esta edição, e pediu para que todos divulguem e convidem mais pessoas a colaborar e participar. “Há meses as instituições, junto à Prefeitura, trabalham para que este momento chegue. Esperamos que todos que comparecerem, de Piracicaba e região, tenham cinco dias para aproveitar uma boa gastronomia, para se divertir e reencontrar amigos. Cada restaurante terá voluntários para servi-los da melhor forma possível. Peço que divulguem essa receptividade e a qualidade do atendimento para que possamos ter uma presença maciça de pessoas nesta festa”, falou o prefeito, que, em seguida, declarou o evento oficialmente aberto.

Os atletas Guilherme e João Vitor, e o técnico Baiano. Foto: Adilson Zavarize

Além das atrações de palco e das barracas com suas guloseimas, o público pode visitar os estandes de expositores, onde podem comprar a nova camisa do XV de Piracicaba, ou conhecer melhor sobre o trabalho que vem sendo realizado pela Associação de Basquetebol XV Piracicaba, onde o técnico Baiano e seus atletas falam sobre o que vem sendo realizado na categoria. “Estamos participando, divulgando o trabalho que vimos fazendo com jovens talentos do basquetebol e prestigiando essa festa maravilhosa. E gostaria de convidar a todos para prestigiar a nossa equipe sub-21 do Basquetebol do XV nos dias 31 de maio, no ginásio do Clube Cristóvão, às 18h30, contra Jundiaí, e no dia 02 de maio, contra Americana, no Ginásio Municipal Waldemar Blatkauskas, às 10h, ambos pelo campeonado da Associação Regional de Basquete (ARB)”, comentou o técnico Baiano.

Festa das Nações Foto: Adilson Zavarize

A Festa das Nações conta com a mão-de-obra de quase 7.000 voluntários, além de fornecedores e pessoal contratado. Sua estrutura é composta por 160 tendas que, somadas, ocupam 12 mil metros quadrados de cobertura. No ano passado, a novidade foi uma tenda de 660 m2, que foi aprovada e retorna este ano, no grande pátio do Engenho. Com bancos e mesas, ela oferece conforto ao público que prefere o ambiente ao ar livre, sem chuva e protegido do sol, como nos restaurantes.

Programação
16/04 – Quinta-feira
  • 20h– Rainhas
  • 21h – Centro de Dança Pasion Latina e Cia Baila a lo Cubano
    O Centro de Dança Pasión Latina e a Cia de Dança Baila a lo Cubano divulga, fomenta e recria a cultura afro-latino-americana e popular cubana. Suas obras coreográficas vão do afro, jazz aos ritmos latinos.
  • 22h – Banda Instrumental Eloy Porto e Brasuká Sexteto (Jazz)
    Eloy Porto traz como destaque nesse trabalho as influências do samba, do choro e da gafieira. O Eloy Porto Sexteto faz-se acompanhar de grandes músicos com intensa vivência artística e pesquisa sobre o gênero brasileiro.
17/04 – sexta-feira
  • 20h – Rainhas
  • 21h – Grupo de Danças Folclóricas Casa de Portugal
    O grupo tem o objetivo de divulgar o folclore português ao povo brasileiro e manter vivas as tradições da Pátria-Mãe junto aos imigrantes. Composto atualmente por 48 pessoas, entre dançarinos, músicos e apoio, realiza um show muito alegre e dinâmico com o que há de mais representativo no folclore de norte a sul de Portugal.
  • 22h – Orquestra de Viola: As Piracicabanas
    A Orquestra de Viola Caipira As Piracicabanas tem o objetivo de incentivar e cultivar a genuina música raiz/caipira. Com a viola caipira como foco, o repertório traz sucessos como Rio de Lágrimas, de Lourival dos Santos e Tião Carreiro, e muitos outros clássicos.
18/04 – sábado
Grupo Karon Cali faz apresentação de Dança Típica Árabe no sábado Foto: Adilson Zavarize
  • 12h – Grupo Karon Cali de Dança Típica Árabe
    A Cia Karon Kali, criada em 1999, apresenta desde a dança do ventre clássica e principais folclores até dança do ventre moderna e estilizada, divulgando a magia desta arte milenar e todos os seus benefícios para o maior número de mulheres.
  • 13h – Banda Choro de Saia
    A proposta do grupo Choro de Saia é difundir o repertório de compositores renomados do choro e da MPB. As apresentações são uma combinação de letras alegres e marcantes de diversas canções da MPB e da execução refinada de choros tradicionais e modernos.
  • 14h – Maracatu Baque Caipira
    O Baque Caipira é uma manifestação cultural reconhecida por suas apresentações, vivências e oficinas, assim como seus encontros e ensaios que são realizados em espaços públicos da cidade. A apresentação na Festa das Nações tem como fundamento manifestar a grandeza dessa miscigenação cultural entre nordeste e o sudeste.
  • 17h – Grupo Folclórico Alemão Grüne Stadt
    O grupo pertence ao Centro Universitário de Maringá (PR) – Unicesumar. É considerado, desde o início da década de 1990, como um dos principais grupos folclóricos de etnia alemã do Brasil. Hoje, possui quase 100 integrantes, sendo dividido em Grupo Adulto, Grupo Infantil, Bandinha Típica e Orquestra Grüne Stadt.
  • 19h – Apresentação de grupo de danças típicas Koreanas
  • 20h – Rainhas
  • 21h – CTG Meu Pago – Dança Gaúcha
    O CTG Meu Pago é formado basicamente por jovens, filhos de gaúchos, sendo esses sócios ou fundadores da entidade tradicionalista. A instituição filantrópica tem como objetivo manter viva a chama do tradicionalismo gaúcho no Estado de São Paulo por meio da dança, música e poesia.
  • 22h – Orquestra Paulistana de Viola Caipira
    O grupo sob formação orquestral executa unicamente a viola de 10 cordas, a viola caipira, ícone da musicalidade rural no Brasil. Seu repertório eclético vai da música caipira de raiz a incursões geniais e inusitadas na música erudita, MPB, world music e new age.
19/04 – domingo
  • 11h – Grupo de Congada do Divino Espírito Santo
    A Congada de Piracicaba existe há mais de um século, surgindo a priori, como um grupo de pessoas que se reuniam nos meses que antecediam a festa em louvor ao Divino Espírito Santo, na qual fiéis, foliões, religiosos e marinheiros compunham uma Folia do Divino e visitavam as casas das zonas rural e urbana, onde eram recebidos pelos devotos para os rituais religiosos.
  • 12h – Apresentação musical Aprendendo com a Música
    O projeto Aprendendo com a Música é desenvolvido pela Associação Atlética Educando pelo Esporte.Utiliza instrumentos diversos, como flauta doce, fanfarra, violão, instrumento de sopro (madeiras: flauta transversal, clarinete, sax-alto e tenor) e metais: trompete, trombone e bombardino.
  • 13h – Grupo de Danças Típicas Bairro Santana
    Formado há 41 anos, tem como objetivo cultivar, manter e divulgar a tradição trentino-tirolesa trazida pelos antepassados vindos de Trento (cortesano). São seis grupos com faixa etária de 4 a 72 anos, num total de 75 integrantes.
  • 13h30 – Grupo Santa Olímpia de Dança Folclórica
    O Grupo Santa Olímpia de Danças Folclóricas mantém a tradição dos imigrantes tiroleses por meio de um repertório de danças típicas folclóricas, que são a maior expressão da alegria e liberdade do povo tirolês.
  • 14h – Orquestra Paulistana de Viola Caipira
    O grupo sob formação orquestral executa unicamente a viola de 10 cordas, a viola caipira, ícone da musicalidade rural no Brasil. Seu repertório eclético vai da música caipira de raiz a incursões geniais e inusitadas na música erudita, MPB, world music e new age.
  • 15h – Grupo de Dança Folclórica Nostra Itália
    O grupo mantém as tradições culturais e folclóricas italianas. É formado por descendentes de várias regiões da Itália. Conta com vários acessórios para a realização de suas demonstrações de dança, tais como pandeiros trazidos da Itália, e acessórios cenográficos, como o tacho de amassar uvas.
  • 16h – Companhia Balalaika – Grupo de Dança Folclórica Russa
    A Companhia Balalayka de Danças e Folclore da Rússia tem um importante projeto educativo e cultural, divulgando e preservando, as tradições, a culinária e o folclore da Rússia. Leva ao palco as características da dança russa: graça e leveza dos passos femininos e os precisos e acrobáticos passos masculinos.
  • 17h – Orquestra Educacional de Piracicaba
    A Orquestra Educacional de Piracicaba oferece acesso e oportunidade às pessoas para o desenvolvimento e aprimoramento técnico, musical e pessoal. O repertório é predominantemente da música erudita, mas abrange outros estilos, como música popular brasileira, pop-rock, jazz e trilha sonora.
  • 18h – Rainhas – encerramento
Estacionamento

O estacionamento custa R$ 20 para automóveis e R$ 10 para motos. As áreas de estacionamento contarão com seguranças e orientadores para os motoristas.

Ingressos

Os ingressos também podem ser adquiridos antecipadamente, pelo site www.aloingressos.com.br. Para o uso do serviço é cobrada uma taxa.

Entrada de menores

Outra informação importante é sobre a entrada de menores na festa. Menores de 16 anos só entram acompanhados pelos pais ou responsável e com apresentação do Termo de Autorização preenchido. O Termo está disponível no site oficial da Festa das Nações e também estará nas bilheterias. Para comprovação de idade será aceito apenas documento original.

Bilheterias

No Engenho há três bilheterias:

Parque do Mirante (avenida Maurice Allain);
Passarela Pênsil (avenida Beira Rio) e
Passarela Estaiada (avenida Beira Rio).

O público pode experimentar a gastronomia de nada menos que 18 nações diferentes, nos 18 restaurantes e dois quiosques. São pratos da África, Alemanha, Brasil (que engloba Piracicaba, Região Brasil Nordeste, Região Brasil Norte, Região Brasil Sul), Coreia do Sul, Espanha, Estados Unidos, Holanda, Índia, Itália, México, Nações Árabes, Nova Zelândia, Portugal e Reino Unido.

Toda a renda da festa irá para 25 instituições. São elas: AUMA (Associação de Pais e Amigos dos Autistas de Piracicaba), Lions Clube de Piracicaba – Independência, Apaspi (Associação de Pais e Amigos de Surdos de Piracicaba), Grupo Escoteiro São Mario, Associação Síndrome de Down/Espaço Pipa, Escola de Mães Professora Branca Motta de Toledo Sachs, CRAMI (Centro Regional de Registros e Atenção aos Maus Tratos na Infância), Creche Marshlea Dawsey, Associação Atlética Educando pelo Esporte, Centro de Reabilitação Piracicaba, Sociedade de Apoio à Vida Dr. Nelson Meirelles (CVV), Sociedade Amigos de Vila Rezende (Savire), União Espírita de Piracicaba, Centro Social de Assistência e Cultura São José (Cesac), Fundação Jaime Pereira (Funjape), Pastoral da Criança, Serviço de Apoio ao Adolescente com Medida Sócio Educativa (Seame), Instituto Formar de Aprendizagem Profissional, Associação Presbiteriana de Filantropia de Piracicaba (APFP), Associação de Atendimento a Pessoas com Deficiência Visual de Piracicaba (Avistar), Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais (Apae) e Centro de Apoio e Prevenção ao Câncer, Doenças Degenerativas e Deficiências Sociais Multiníveis (Ceacan), Casa do Bom Menino, Pasca (Pastoral do Serviço de Caridade) e Associação A Turma do Papai Noel.

Serviço
36ª Festa das Nações de Piracicaba

Quando: até o dia 19 de maio
Onde: Engenho Central
Endereço: Avenida Maurice Allain, 454.

Ingressos custam R$ 10 (inteira) e R$ 5 (meia). Hoje, quinta, 16, todos pagam meia.

*com informações do CCS Prefeitura de Piracicaba

Por Adilson Zavarize
BuskakiNews

Deixe uma resposta