Idosos e Verão: cuidados devem ser ampliados

0
251

Conhecida por ser uma das melhores cidades para viver após os 60 anos, Santos registra diariamente neste verão temperaturas acima de 30 graus, por vezes com sensação térmica acima de 40, situação que torna necessário um cuidado extra com a hidratação de idosos.

Nesta faixa etária, as pessoas sentem menos sede e, por vezes, não percebem que já estão desidratadas. Além da urina, o corpo também elimina água por meio do suor. A melhor forma para manter a saúde física, neste caso, é investir em uma maior ingestão de líquidos, em especial água, sucos naturais e água de coco.

“Normalmente, quando a pessoa sente sede, ela já está desidratada. O idoso, mesmo não sentindo sede, pode estar nessa situação. É necessário observar a cor da urina (quanto mais escura, mais concentrada, com menos água) e se a pessoa está abatida ou indisposta”, destaca Luiz Carlos dos Santos, enfermeiro intensivista do Samu.

O uso de roupas leves, de tecido natural como o algodão, reduz a transpiração e é indicado para os mais velhos. Evitar comidas pesadas e ingerir fibras também é recomendado.

“Os idosos também têm um sistema imunológico mais vulnerável às doenças infecciosas gastrointestinais, cujos sintomas mais comuns são diarreia e vômito. O equilíbrio entre a perda e a ingestão de líquidos também é fundamental para o não agravamento de doenças cardiovasculares como insuficiência cardíaca e hipertensão e agravamento de doenças renais”, enfatiza o médico Marco Sérgio Duarte.

Patrícia Fagueiro
Atendimento à imprensa
Secretaria de Comunicação
Prefeitura Municipal de Santos – PMS

Deixe uma resposta