Peixe da praia do Boqueirão, em Santos, chama atenção para mudança de hábitos

0
687
Foto: Susan Hortas

Há dois meses uma obra de arte instalada no meio da praia do Boqueirão, tem sido, gradativamente, inspiradora de boas práticas. O peixe construído com material reciclado de 3 metros de altura já recebeu cerca de 300kg de lixo limpo, depositado pelos banhistas e ambulantes. A iniciativa da Prefeitura é gerenciada pela ONG Sem Fronteiras, por meio do programa Recicla Praia.

Pela boca do peixe, a população pode e deve descartar somente lixo reciclável: plástico, papel, metal, vidro, isopor. Para o ambulante instalado bem em frente à obra de arte, Manoel Messias, de 58 anos, e 40 trabalhando na praia, a estrutura representa a conscientização, embora ele ainda observe uma mudança sutil de comportamento das pessoas.

“Eu admiro quem separa o lixo orgânico do limpo. Se todos fizessem como eu tenho feito, a Cidade estaria muito mais limpa. Se o peixe está ali, é um espelho para todos nós. Uso todo dia para jogar o meu lixo e das pessoas que ficam ao meu redor. Espero que todos abracem esse projeto”

“O peixe está aí para que lembremos da forma que estamos tratando nossos oceanos e matando os animais marinhos”, diz o presidente da ONG Sem Fronteiras, Marcelo Adriano da Silva, que ressalta ainda a destinação do material recolhido para indústrias que farão a reciclagem dos produtos.

A fiscalização dos descartes na orla  é realizada pelas secretarias de Finanças, Segurança e de Meio Ambiente. O projeto tem apoio da Sabesp.

Como acontece

Quinze cooperados em situação de vulnerabilidade fazem o recolhimento e a separação do material descartado. De acordo com Silva, está prevista a instalação de mais dois peixes nas praias da Cidade. A estrutura foi construída em galpões de escolas de samba de Santos por artistas vindo de Parintins, cidade do interior do Amazonas.

Ronnie Turrini Sens
Secretaria de Comunicação – Secom
Prefeitura Municipal de Santos

Deixe uma resposta