Piracicaba distribuirá máscaras de pano confeccionadas pelo Rotary

0
325
Foto: Comunicação Pref. Municipal de Piracicaba

A Secretaria Municipal de Assistência e Desenvolvimento Social (Smads) distribuirá 40 mil máscaras confeccionadas pelo Rotary Clube de Piracicaba Luiz de Queiroz para população em vulnerabilidade social do município.  A parceria foi estabelecida nesta tarde, em visita de rotarianos à Smads, pedindo suporte na logística de distribuição.

Segundo Fabiane Fischer Gomes Oliveira,  a intenção reportada pelo grupo do Rotary, é que a Smads possa ter um olhar mais técnico na definição de quem realmente deve receber as máscaras. “Eles entendem que nós conseguiremos perceber melhor onde precisam. Seria uma forma de estar atento às comunidades e as periferias. Amanhã inclusive faremos uma reunião com as coordenações dos Centros de Referência de Assistência Social (Cras) para pensarmos esta distribuição.”

Sérgio Pacheco, representante do Rotary, explicou que os rotarianos, mundo afora, já estão acostumados a trabalhar em questões de epidemias. “Nós somos o grupo, fora as equipes públicas, que mais tem atuação no combate à poliomelite. Por isso, queríamos achar uma forma de colaborar também nesta pandemia. Assim que a Sociedade Brasileira de Infectologia e o Ministério da Saúde definiram que a máscara de tecido pode ser considerada uma barreira mecânica na transmissão, nós decidimos como ajudar”.

O formato da colaboração está vindo na produção de máscaras. Elas são produzidas por voluntários rotarianos e não rotarianos, distribuídos pelo município. A linha de produção inclui 80 voluntários: tem quem corta os tecidos, quem costura, quem transporta de um local para o outro, que embala as máscaras, quem escreve os comunicados. As máscaras serão doadas em sacos plásticos, que serão selados. Em cada pacote, além de um par de máscaras, há instruções de uso e de higienização do material.

Pacheco frisa que para além de um trabalho relevante, o benefício também veio para quem voluntaria na causa. “As pessoas que estão atuando como voluntários, que estavam um pouco deprimidas com o isolamento social, estão felizes em poder colaborar.”

As máscaras são feitas com tecido doado, que pode ser entregue na rede de padarias Padaria do Vovô. “quem tiver pano de algodão e puder nos doar, será ótimo”.

Além das máscaras que serão destinadas à população em vulnerabilidade social, os rotarianos também produzirão 10 mil máscaras descartáveis para Santa Casa, com material fornecido pelo próprio hospital.

Centro de Comunicação Social
Sabrina Rodrigues Bologna: 31076

Deixe uma resposta