Piracicaba participa do Dia D da vacinação contra gripe

0
310
Foto: Comunicação Pref. Municipal de Piracicaba

Neste sábado (04/05) será realizado o Dia D da Campanha Nacional de Vacinação Contra a Gripe (Influenza) em toda a área urbana de Piracicaba. Vão funcionar, das 8h às 17 horas, 38 postos de saúde da Atenção Básica e mais 17 postos adicionais, localizados em pontos estratégicos da cidade, como terminais de ônibus e supermercados, conforme tabela abaixo. O objetivo é facilitar a imunização de todas as pessoas que precisam se vacinar, mas não têm tempo disponível de segunda a sexta-feira. O Dia D envolverá cerca de 240 profissionais da Secretaria de Saúde.

Compõem os públicos prioritários estabelecidos pelo Ministério da Saúde para este ano crianças de seis meses a menores de 6 anos, gestantes e puérperas, trabalhadores da saúde, professores das escolas públicas e privadas, indivíduos a partir de 60 anos, portadores de doenças crônicas não transmissíveis e outras condições clínicas especiais (com apresentação da prescrição médica no ato da vacinação), Policiais Civis e Militares, bombeiros e membros ativos das Forças Armadas.

Nas duas primeiras semanas de imunização foram atendidas pouco mais de 25 mil pessoas. Somente em relação aos grupos prioritários, a meta do Ministério da Saúde é vacinar 82.307 pessoas. Mas somente 18,82% desse contingente já estão protegidos. De acordo com o secretário de Saúde, dr. Pedro Mello, o apoio da imprensa e a conscientização das pessoas sobre os riscos da doença são fundamentais para se alcançar o objetivo. “O agravamento da gripe pode levar a uma síndrome respiratória aguda grave, com potencial de óbito”, enfatizou. “E as famílias precisam ter consciência disso, para que haja incentivo aos que são prioritários para que se dirijam aos postos nesse dia”. A campanha prossegue até 31 de maio.

Ainda segundo Pedro Mello, é fundamental que as famílias compreendam a importância da vacina para o bem de toda a cidade, uma vez que o contágio se dá por via respiratória e por contato, o que facilita a disseminação do vírus nessa época do ano. “Devemos ter uma atenção especial aos grupos prioritários, mas o estímulo para que a vacinação abranja o público-alvo esperado deve ser de todos: pais, mães, tios, avós, amigos. Porque somente com esta corrente proativa em favor da imunização conseguiremos evitar agravamentos, que podem levar à morte”, explicou.

Centro de Comunicação Social
Prefeitura Municipal de Piracicaba

Deixe uma resposta