Projeto “Dadá Vive”, do Sesc Piracicaba, revive o movimento de arte modernista Dadaísmo

0
651
Imagem cedida pela Comunicação Sesc Piracicaba

O (anti) movimento de arte modernista Dadaísmo que ocorreu de 1916 a 1922 não foi um estilo, foi uma ética estética. Uma ética que questionava tanto da sociedade quanto a própria legitimidade da arte, feita com sarcasmo implacável. Essa radicalidade, que aproxima popular, erudito e cultura de massas, e ao mesmo tempo tudo nega, tornou Dadá fundamental da arte do século XX. Dadá dialoga com o punk, a arte conceitual, o Beat, o Surrealismo, os Popcretos do Concretismo, Helio Oiticica.

E para vivenciar e aprender com Dadá, o Sesc Piracicaba realiza neste mês de fevereiro o projeto “Dadá Vive”, com curadoria do produtor Ian Drummond, cineasta e artista plástico autodidata.

De 12 a 14/2, terça a sexta, às 19h na Sala do Curumim, Ian Drummond e Cristina Fonseca apresentam O dadaísmo nas artes brasileiras. O curso faz uma introdução ao Movimento Dadaísta e suas conexões com o Brasil, nas artes plásticas, na literatura (com o primeiro modernismo brasileiro – de Oswald de Andrade e Juó Bananére – com Poesia Concreta e a literatura brasileira mais recente) e na música, Eric Drummond finaliza com performance dadaísta. A participação é gratuita e a inscrição pode ser feita na Central de Atendimento ou pelo sescsp.org.br/piracicaba. A atividade é recomendada para maiores de 14 anos.

Imagem cedida pela Comunicação Sesc Piracicaba

Para o dia 15/2, sexta, às 20h no Espaço de Tecnologias e Artes, a anti-peça teatral Dadá Vive! Com Ian Drummond Rennó, revive e desdobra os procedimentos do anti-teatro dadaísta reativando sua forma fragmentária e irônica, que se valia de procedimentos do teatro de variedades para satirizar seu tempo. Aqui o conceito de personagem é substituído pelo conceito de performer em uma obra de narrativa descontínua ao extremo que incorpora procedimentos do teatro multimídia, das artes plásticas, clowns, teatro do absurdo e da vídeoarte. A atividade é gratuita com entrega de senha no local com 30 minutos de antecedência.

No dia 16/2, sábado, às 20h na comedoria, e a vez da música e arte se unirem com a Patife Band que traz seu show de influências eruditas e hard rock, com seus ritmos assimétricos, atonais e dodecafônicos, sem esquecer da sua brasilidade e assumida postura punk. Expoente do movimento que ficou conhecido como Vanguarda Paulista, a banda idealizada por Paulo Barnabé. O show é gratuito com retirada ingressos no dia da atividade, a partir das 9h30. A entrada de menores de 16 anos será permitida apenas se acompanhados do responsável legal (pai ou mãe). 

Encerrando a programação, no dia 20/2, quarta, às 19h30 no teatro, poemas e métodos de declamação pública do Dadá são apresentados e desdobrados em uma avalanche sarcástica, no Sarau Dadá. A estética do nonsense, da brincadeira séria, da ressonância amarga no circense e da surpresa é potencializada pelas possibilidades multimídias de nosso tempo, de modo que também um Dadá Brasil aparece. A atividade é gratuita com retirada ingressos com 1 hora de antecedência.

PROGRAMAÇÃO COMPLETA 
ARTES VISUAIS
Dadá Vive

Curso
O dadaísmo nas artes brasileiras
De 12 a 14, terça a quinta, 19h.
Sala do Curumim. Grátis. 14 anos.
Inscrições: sescsp.org.br/piracicaba ou na Central de Atendimento.

Sarau
Dadá
Dia 20, quarta, 20h.
Teatro. Grátis. 16 anos.

Leitura Dramática
Dadá Vive!
Com Ian Drummond Rennó
Dia 15, sexta, 21h.
Espaço de Tecnologias e Artes. Grátis. Livre.
Entrega de senha no local com 30 minutos de antecedência.

Música
Patife Band
Dia 16, sábado, 20h.
Comedoria. Grátis. 16 anos.
Retirada de ingressos no dia da atividade, a partir das 9h30.

SERVIÇO

Sesc Piracicaba
Rua Ipiranga, 155 – Centro
(19) 3437-9292

Assessoria de Comunicação
Sesc Piracicaba

Deixe uma resposta