Sapucaia 2019 abriu o Carnaval de Piracicaba

Evento retornou para abrir o Carnaval de Piracicaba ao lado do rio que dá nome à cidade.

0
412
Avenida Renato Vagner recebeu os foliões da Sapucaia 2019. Foto: Adilson Zavarize

De casa nova, a Sapucaia 2019 voltou a abrir o Carnaval piracicabano. Longe da antiga casa, o Bairro Alto, o folião compareceu para conferir o novo local, a avenida Renato Vagner, às margens do Rio Piracicaba.

Mesmo com o espaço limitado para 10.140 pessoas, quem entrou pode curtir o trio elétrico animado por DJs e com um repertório bastante variado e aprovou o novo local, assim como a estrutura e a segurança na parte interna. Infelizmente, parte do público acabou não conseguindo acessar o local após uma confusão do lado de fora, depois que uma jovem foi atingida por uma garrafa e sofreu um pequeno corte na cabeça e foi atendida na Unidade de Pronto Atendimento da Vila Rezende.

Foto: Adilson Zavarize

Diego Alves Barbosa, que estava acompanhado de um grupo de amigos, todos da cidade de Charqueada, não conseguiu entrar e estava com dificuldades para ter informações sobre o que estava acorrendo. “Somos de Charqueada e há vários anos participamos da Sapucaia. Chegamos aqui às 16h30 e não conseguimos entrar. Infelizmente ninguém conseguiu explicar pra gente o motivo ou o que estava acontecendo. Agora não sei onde vamos ou o que vamos fazer”.

Veja as fotos

Sapucaia 2019 - 001
« 1 de 34 »

Cristiano Nardon, presidente da Associação Amigos da Sapucaia (ASAS), falou sobre o local ser hoje o mais adequado para a realização de um evento deste porte, já que as ruas do Bairro Alto já não comportavam a quantia de foliões, nem havia como cumprir todas as exigências legais para a sua realização. “Conseguimos atender a todas as exigências sobre segurança e estrutura no local. Pelo menos 10mil pessoas passaram pelo evento, e pelo menos 4 mil não conseguiram entrar devido ao incidente ocorrido próximo da entrada, quando um indivíduo alcoolizado arremessou uma garrafa de vidro em direção à PM, e acabou ferindo uma moça, que foi rapidamente socorrida. O indivíduo foi preso, mas tanto a PM quanto a GCM endureceram e não permitiram a entrada de mais foliões”, explicou Nardon.

Ainda segundo o presidente da ASAS, essa primeira edição na Avenida Renato Vagner foi um piloto, e serviu para testar a aceitação do público do novo local e a estrutura. “Mesmo com o cancelamento de duas apresentações por causa da chuva, que também se fez presente em alguns momentos e poderia danificar os intrumentos dos músicos, o público não arredou o pé e manteve a animação, a aceitação foi fantástica! Vamos aprimorar o formato dos próximos eventos para evitar que ocorram fatos desagradáveis dentro ou fora do evento. O mix musical também foi bem aceito, porém, por ser um evento carnavalesco, na minha opinião devem predominar as famosas marchinhas e o bom e velho samba”, explicou Nardon, que já adiantou sobre uma novidade, possivelmente pra esse ano ainda. Vamos aguardar!

Por Adilson Zavarize
BuskakiNews

Deixe uma resposta