Ser Voluntário: Sempre há tempo

0
978

Uma das “desculpas” para não se engajar em um trabalho voluntário ou uma ação social qualquer é a falta de tempo. Realmente o relógio parece que anda contra nós, quando olhamos já é hora de almoçar, quando olhamos novamente quase é hora de dormir, pior quando olhamos e a vida já passou.

Efeitos da modernidade, não sei, muito se fala e pouco se comprova. Também para que comprovações? O que importa mesmo é que o tempo é feroz e veloz, passa e se não cuidarmos de nossa vida em um estalar de dedos ele já foi e não fizemos muita coisa por aqui.

Para alguns que o tempo passe, pois não tem objetivos ou metas, para outros muitos, a falta dele dá uma certa angústia, pois querem fazer muito, este é meu caso, para outros está bom do jeito que está, gostaria de ser assim, este pelo menos sofre menos.

Mas o que importa de verdade é que de uma forma ou de outra, com um sentimento ou outro, podemos sim nos engajar em um trabalho voluntário ou uma ação social, sem que isso possa ser um “estorvo” em nossa agenda.

Essa é a palavra mágica, grande maioria de nós usamos uma agenda onde temos os principais compromissos do dia, da semana, do mês e até mesmo do ano, quando nos propomos a fazer algo e encaramos isso como um compromisso real de nossa vida, colocamos na agenda e assim dentro da normalidade de nossas correrias cumprimos o que ali está proposto ou previsto. Assim deve ser com o trabalho voluntário, compromisso de agenda, assim será mais fácil de tê-lo como uma atividade prevista e que deve ser cumprida em nossa rotina.

E não se preocupe, pois normalmente você consegue ajustar o seu trabalho voluntário em parceria com uma organização ou aquele que você faz sozinho da melhor forma para caber na sua rotina, portanto não é algo engessado que não te dará condições de ajustes.

Vamos parar de procrastinar com relação ao trabalho voluntário, vamos agir, certamente os benefícios virão muito rápido e você verá que não se trata de um sacrifício, mas de um prazer.

Roberto Ravagnani é palestrante, jornalista (MTB 0084753/SP), radialista (DRT 22.201), conteudista e Consultor especialista em voluntariado e responsabilidade social empresarial. Voluntário palhaço hospitalar desde 2000, fundador da ONG Canto Cidadão, Associado para o voluntariado da GIA Consultores no Chile, fundador da Aliança Palhaços Pelo Mundo, Conselheiro Diretor da Rede Filantropia, sócio da empresa de consultoria Comunidea, criador e gestor de eventos filantrópicos, porta voz pela ONU e Membro Engage for business. www.robertoravagnani.com.br

Deixe uma resposta