Super Drift Brasil: Diego Higa conquista o Campeonato Brasileiro de Drift em Piracicaba

Devido à forte chuva que caiu momentos antes do início das batalhas no ECPA, decisão do campeão brasileiro foi através do resultado da classificatória.

0
332
Diego Higa é o campeão da temporada 2018. Foto: Adilson Zavarize

O Super Drift Brasil conheceu o campeão brasileiro da categoria na temporada 2018 no último sábado, na etapa final do campeonato disputada no Esporte Clube Piracicabano de Automobilismo (ECPA). Diego Higa é o campeão brasileiro da maior competição de Drift da América Latina2018

O público compareceu ao ECPA para acompanhar a disputa da grande final do maior campeonato de Drift da América Latina e vibrou muito com a perícia dos melhores pilotos do Brasil durante as classificatórias. Minutos antes do início das batalhas, durante a apresentação dos pilotos, o céu desabou sobre Piracicaba. Chuva forte, ventania e muitos raios caindo próximo ao autódromo. Diante desse cenário, onde após mais de uma hora a chuva e os raios não davam trégua e não havia como garantir a segurança dos pilotos e nem do público presente, organizadores e pilotos, em comum acordo, decidiram por não realizar as batalhas invocando o Artigo 99 do regulamento do campeonato. O SDB divulgou em sua página no Facebook uma nota oficial para o público esclarecendo a decisão (veja abaixo).

Valendo a pontuação da classificatória, o piloto Diego Higa somou 575 pontos e levantou mais uma vez a taça de campeão, chegando ao tri-campeonato do Super Drift Brasil. Em segundo, com 439 pontos ficou João Barion, e em terceiro, Erick Medici, com 414 pontos.

Confira as fotos da etapa final do SDB
Super Drift Brasil 2018 - Foto Adilson Zavarize - 001
« 1 de 167 »
Confira o resultado da 5ª Etapa e o resultado da Temporada de 2018 do Campeonato Brasileiro de Drift:

Temporada 2018
🏆 1º LUGAR – Diego Higa (575 pts)
🏆 2º LUGAR – João Barion (439 pts)
🏆 3º LUGAR – Erick Medici (414 pts)

5ª Etapa
🏆 1º lugar – Diego Higa (97 pts)
🏆 2º lugar – Erick Medici (89 pts)
🏆 3º lugar – Bruna Genoin (84 pts)
🏆 4º lugar – João Barion (79 pts)
🏆 5º lugar – Bruno Bar (71 pts)
*O resultado da etapa foi definido através da posição no classificatório.

Confira a nota na íntegra:

“NOTA DE ESCLARECIMENTO:

Neste último sábado ocorreu no ECPA, em Piracicaba, a 5ª e última etapa do Super Drift Brasil de 2018.

Buscando trazer um evento diferente do primeiro deste ano, que ocorreu no mesmo local, optamos por realizar o evento no sábado, começando no período da tarde e se estendendo até a noite, com as batalhas ocorrendo ao pôr-do-sol.

Infelizmente, durante a apresentação dos pilotos e imediatamente antes do início das batalhas, uma forte chuva atingiu o autódromo. A chuva, por si só, não seria impeditiva para a realização das batalhas, mas ela rapidamente evoluiu para uma tempestade, com raios atingindo o entorno do local.

Existem diversas razões que tornam muito arriscada a realização de um evento automobilístico durante uma tempestade como essa: a forte chuva diminui drasticamente a visibilidade dos pilotos; a pista se torna imprevisível, fazendo com que cada volta possa apresentar um cenário totalmente diferente; a energia elétrica do autódromo caiu por mais de uma vez, deixando todos na arquibancada e na pista completamente no escuro; e por último, mas com certeza o fator mais importante e decisivo, os raios representavam um risco imenso à segurança de todos os nossos pilotos, staffs e público, e não existe espetáculo grande o suficiente que justifique arriscar a vida de alguém.

Depois de uma reunião realizada com toda a organização e os pilotos, onde todos estes riscos foram discutidos, a Super Drift Brasil optou por não realizar as batalhas da etapa e invocar o artigo 99 do regulamento do Campeonato, que diz que em caso de cancelamento das batalhas após a realização das classificatórias as colocações desta última são utilizadas para definir os vencedores da etapa.

Nós, da Super Drift Brasil, agradecemos imensamente ao apoio de todos vocês, e pedimos imensas desculpas a todos pelo ocorrido. Desde as pessoas que se locomoveram até o autódromo, muitos por distâncias imensas, até aqueles que aguardavam ansiosamente a transmissão das batalhas do campeonato. Existem situações que infelizmente fogem do nosso controle e a melhor decisão nestes momentos será sempre zelar pela vida de todos. A segurança é, sempre foi, e continuará sendo a prioridade número um do nosso campeonato.

Respondendo a algumas perguntas que surgiram em nossas redes sociais:

1 – Por quê não adiaram o evento para o domingo?
Pois a previsão do tempo para o dia seguinte era também de uma tempestade, e não poderíamos correr o risco de ter de cancelar as batalhas novamente. Além disso, por sermos um campeonato homologado pela CBA devemos seguir estritamente o regulamento.

2 – Por quê não adiantaram as batalhas para evitar a chuva?
A chuva, na intensidade que ocorreu, foi inesperada para todos nós. Não havia forma de prever o que aconteceria. Além disso existe toda uma logística para a organização das batalhas que não podem ser simplesmente ignoradas ou apressadas: o tempo reservado para o briefing com os pilotos, o tempo para eles tirarem suas dúvidas com os juízes, o tempo de manutenção dos carros que acabaram de sair das classificatórias e assim por diante.

Entendemos a frustração de todos vocês, mas pedimos encarecidamente que entendam que esta foi a decisão mais responsável a se tomar. Toda nossa organização e nossos pilotos trabalham intensamente para realizar os eventos, e a frustração de vocês também é nossa – são meses e meses de trabalho para fazer o Super Drift Brasil acontecer, e poder disseminar o esporte através do país.

Obrigado,
Equipe SDB

Por Adilson Zavarize / BuskakiNews

Deixe uma resposta