XV de Piracicaba vira, e sofre revés pelo Paulistão A2

O resultado deixou o Alvinegro na sétima posição na tabela, mantendo 11 pontos. O XV recebe o São Bernardo, no sábado.

0
126
Foto: Michel lambstein

Portuguesa Santista e XV de Piracicaba fizeram um confronto recheado de emoções, com duas viradas no placar, na noite desta quarta-feira, 13, pelo Paulistão A2. Atuando em seu estádio, o Ulrico Mursa, a Briosa abriu 2 a 0, com Wesley e Carlos Alberto, o Nhô Quim virou para 3 a 2, com dois gols de Ronaldo e um de Douglas Marques, mas no final da partida Diego Palhinha e Daniel Bueno decretaram a vitória dos mandantes por 4 a 3.

Com o resultado, o Alvinegro foi para a sétima posição na tabela de classificação, permanecendo com 11 pontos ganhos. Os comandados de Tarcísio Pugliese voltam a campo pelo estadual no próximo sábado, 16, quando recebem, às 17h00, o São Bernardo no Estáido Municipal Barão da Serra Negra, em Piracicaba. Se por um lado o treinador terá que lidar com alguns desfalques para esse duelo, por outro o volante Fraga estará à disposição após cumprir suspensão.

O jogo

A etapa inicial na Baixada Santista foi bastante movimentada, com boas chegadas para ambos os lados. O XV deu o primeiro susto na torcida da casa quando Gilberto Alemão cobrou falta ao seu estilo, com força, a bola desviou na defesa e passou perto da trave direita de John, aos seis minutos. Cinco minutos depois, Kadu Barone fez bom lance pela ponta esquerda e cruzou para Ronaldo, que resvalou de cabeça, mas a bola foi para fora.

A primeira chegada mais efusiva dos mandantes ocorreu aos 22 minutos. Wesley cabeceou de costas, na risca da pequena área, e Luiz Fernando encaixou. O Nhô Quim não tardou em responder. Walfrido, aos 25 minutos, pegou rebote na entrada da área e chutou para o gol. John fez a intervenção em dois tempos. Seis minutos depois, Tufa tentou da mesma forma e o destino do arremate foi o mesmo, por cima da meta quinzista.

Aos 34 minutos, porém, Wesley acertou o alvo. Depois que Ferro cruzou pela direita, o atacante só completou, de chapa, para o fundo das redes. Ronaldo, aos 43 minutos, pegou a bola na entrada da área, levou para a direita e bateu por cima do gol. Antes do apito final, a Briosa ainda chegou bem mais duas vezes. Na primeira, Carlos Alberto foi acionado pela direita, invadiu a área e finalizou rasteiro. A bola passou perto da trave direita. Depois, Rodriguinho dominou, girou e mandou para o gol. Luiz Fernando fez bela defesa, pegando também o rebote.

O segundo tempo foi absolutamente eletrizante. O Alvinegro voltou disposto a buscar o empate e logo aos seis minutos Walfrido chutou, com efeito, John espalmou e conseguiu pegar a bola antes que o ataque quinzista aproveitasse o rebote. Entretanto, no minuto seguinte, a Briosa fez o segundo. Carlos Alberto aproveitou sobra na área e marcou. A reação do Nhô Quim teve início aos 27 minutos. Dentro da área, Ítalo ajeitou para Ronaldo estufar as redes: 2 a 1.

Ronaldo voltou a marcar quatro minutos, quando Misael cobrou falta na área e o atacante desviou de cabeça ao subir mais que todo mundo. A impressionante virada quinzista veio aos 35 minutos. Os dois zagueiros do Alvinegro foram até a área rival devido ao lance de bola parada, Gilberto Alemão cabeceou, John fez incrível defesa, porém Ítalo pegou a sobra e tocou para Douglas Marques só empurrar para o gol. A partida ainda reservava fortes emoções e foi a vez da Portuguesa Santista virou o placar, em arremate de Diego Palhinha, de fora da área, e com Daniel Bueno, que ficou com a bola na área e tocou no canto direito de Luiz Fernando.

Evandro Pelligrinotti
Assessor de Imprensa

Deixe uma resposta